domingo, 30 de janeiro de 2011

Tipos de Pensamento


O seguinte texto viabiliza especificar sete características do pensamento. Não se trata aqui de tipos de pensamentos diferentes, mas de atuações conjuntas do próprio pensamento. Cada característica se articula no mesmo pensamento, desde que este possua uma estrutura reflexiva.
Segue abaixo sete modalidades do pensamento:
1º PENSAMENTO CRÍTICO: é colocar o pensamento em crise. Quando alguma coisa deixa de fazer sentido, ou a realidade não mais nos atende. Por exemplo: Certa vez o vocalista dos Para lamas do Sucesso, Herbert Vianna, afirmou que a relação a dois talvez não fosse o modelo ideal de relação de homem – mulher. Este tipo de pensamento possui as características de um pensamento crítico, pois uma estrutura convencional deixou de fazer sentido, não nos satisfazendo mais, assim é necessário busquemos algo que nos traga um novo sentido.
2º PENSAMENTO CRIATIVO: é o pensamento inventivo, que cria as novas possibilidades. Retomando o exemplo do Herbert Vianna, já que o relacionamento a dois talvez não seja a melhor forma de relacionamento, é necessário que se pense em outras formas de relacionamento. Este é o pensamento inventivo, a partir da crise (crítico) surge o criativo, para solucionar o momento de crise o qual se vive. Por isso, o movimento do pensar com criticidade é essencial para o aparecimento do movimento criativo, o que garante o desenvolvimento do sujeito. Ora, se não houvesse as crises, não haveria também as adaptações e criações, o que tornaria nossas vidas um ciclo de mediocridade.
3º PENSAMENTO RIGOROSO: é aquele que pressupõe uma sistematização. Para ilustrar isso pensemos no trabalho de um detetive. O detetive não emiti juízos conclusivos imediatos sobre casos policiais, mas há todo um processo o qual ele tem que passar para garantir uma solução do caso, que seja o mais próximo da verdade. É feito levantamentos hipotéticos, e cada hipótese é verificada até que uma seja validada, e se passa para o próximo estágio. Esta atitude do detetive é uma ação rigorosa, pois passa por caminhos necessários para se chegar a algo conclusivo.
4º PENSAMENTO RADICAL: é o pensamento que vai a fundo. Esgotar uma hipótese é uma atitude radical, pois chega as raízes. A raiz é o princípio de algo, sua gênese, portanto verificar um argumento, ou alguma coisa é esgotar o objeto de análise, a isso chamamos de uso do pensamento radical.
5º PENSAMENTO ABRANGENTE: Visualiza tudo o que está à volta. É o pensar em todas as possibilidades, para que haja menor chance de erro. Por exemplo: Se um banco é assaltado e a policia desconhece que sejam os assaltantes, pois os mesmos estavam usando máscaras. Quando os policiais entram no banco os bandidos retiram as máscaras e se misturam com os outros civis que estavam no interior da agência (clientes e funcionários). Assim, não há como a policia saber exatamente quem sejam os assaltantes, a partir disso todos se tornam suspeitos, sejam crianças, velhos, cadeirantes, etc. O pensar abrangente é similar a isso, é pensar em tudo que se poderia pensar, é o pensar em grande extensão, assim a delimitação de algo torna mais fácil de ser articular o problema.
6º PENSAMENTO REFLEXIVO: é aquele que se dobra sobre o próprio pensamento. Pensar de novo o já pensado. O pensamento é uma faculdade natural do ser humano, o tempo todo estamos pensando, porém a retomada desses pensamentos é o que garante a credibilidade da resolução de algum problema, ou a articulação de qualquer fator dentro da realidade.
7º PENSAMENTO AUTÔNOMO: é o que constrói coisas a partir de experiências anteriores, sem a necessidade de novas experiências. Também conhecido como pensar por si só, o pensamento autônomo pode ser idealizado através do processo dialético, onde se tem idéias distintas, e a partir daí se constroem novas sínteses. A possibilidade de criarem-se novas sínteses é produto do pensar de forma autônoma.
A compreensão destes moldes do pensamento favorece na articulação dos mesmos. Identificar as características do pensamento enriquece seu uso e auxilia na coordenação do mundo exterior pressuposto.

2 comentários:

  1. Gostei da iniciativa, Thiago. Estou bem interessada na educação do pensar, na educação do olhar, na educação do ouvir.

    ResponderExcluir
  2. Pensamentos filosóficos, possibilitam o desempenho da capacidade mental

    ResponderExcluir